O VMB já passou, mas a polêmica continua…

Semana passada teve a 14ª edição do VMB. E com ele, vem as críticas aos ganhadores, ao host, aos shows e etc.
Eu, particularmente, adoro o VMB mais do que o VMA. Porque eu acho isso? Porque o VMB é uma premiação de música brasileira e porque os shows são inesquecíveis e o público é super animado.
No VMB, a direção e a produção – sempre que pode – coloca duas ou mais bandas para tocar juntas no palco. Esse ano teve Pitty e Cascadura para representar o rock baiano, Chitãozinho & Xororó e Fresno representando as diferenças e as igualdades nos dois estilos musicais. E eu adoro isso.

No VMA, tem a premiação, o host é sempre meio sem graça e não cativa muito o público. Os shows são meio mornos e os concorrentes sempre aparecem com cara de poucos amigos.
Mas também nem podemos julgar muito porque o povo brasileiro é acolhedor, divertido. Boa parte dos artistas que fazem shows aqui no Brasil elogiam o país pelo público e como nós somos atenciosos e acolhedores.

As polêmicas que sempre envolvem a premiação é sobre os ganhadores. Depois que acabou o VMB, fui ver o que o pessoal tava falando sobre a premiação na comunidade da MTV no Orkut.
Tinha um tópico falando sobre o Nx Zero. Para quem não sabe, o NX Zero levou os três prêmios da qual estava concorrendo. Ganhou de melhor clipe, Hit do Ano e Artista do Ano, prêmio mais importante da noite. O pessoal que não gosta do estilo de música que eles fazem ficou xingando os caras da banda, falando que só fazem sucesso porque tem um rostinho bonito.
Eu não curto o som que eles fazem, mas minha irmã curte, e consequentemente eu tenho que ouvir. No começo eu queria explodir meus ouvidos à ouvir os caras tocando. Depois percebi que não iria adiantar ficar reclamando e falando mal dos caras. Hoje eu respeito o som que eles fazem e dou parabéns por eles terem conseguido conquistar o público jovem de hoje.

O público que ouvia o rock dos anos 80 também foi jogado aos leões, porque ouviam rock no país do samba. Capital Inicial, Paralamas do Sucesso, Titãs, RPM, Barão Vermelho, Ultraje a Rogor, Renato Russo, Cazuza. Eles tiveram que enfrentar uma maré de xingamentos, críticas e até boicotes porque quiseram revolucionar e passar para o público brasileiro que o país não deveria ser considerado somente como o país do samba. E fizeram muito bem em continuar com as carreiras. Hoje eles são ícones para várias bandas que estão surgindo no cenário musical brasileiro.

Nós vivemos num país que tem a maior miscigenação de etnias e crenças. Se vivemos todos os dias com pessoas de etnias e religiões diferentes, porque não podemos respeitar e conviver com as diferenças musicais também?

Advertisements

~ by vivimidori on 11/10/2008.

One Response to “O VMB já passou, mas a polêmica continua…”

  1. vivi’z!!:D
    soh passando pra dar um oi!!hahah!!:D
    eu vi o vmb!!hahha…polêmicas depois de uma premiação sempre vão existir,neah??ainda mais sendo uma premiação que o publico escolhe os vencedores…=P
    adorei a parte do furfles feelings!!huahau!!XD
    vou indoo!!
    bjoo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: