Minha cabeça tá girandooo…

[ler ouvindo:]\Não Existe Adeus\, by Hateen

Meo deos! Domingo tenho prova de vestibular e meu estômago doi só de pensar! Eu estou tranquila em relação a prova…Minha preoupação é em relação ao resultado…Assim como todo mundo.

Mas a diferença em relação ao resultado é um pouquinho diferente. Terminei o segundo ano em 2006. Passei no vestibular e tals, mas disseram para mim que o ano de 2007 não seria para me concentrar na faculdade. Eu me perguntava porque.

Já fazia um tempo que minha avó estava doente. E com isso vem as preocupações dos filhos e netos. Em meados de maio, minha avó piorou e em junho teve que ser internada. Ficou na UTI por um mês. Ela tava com bronco-prneumonia e foi piorando, até que ela faleceu no começo de julho. Ela foi internada no dia do aniversário dela, e 31 dias depois, ela faleceu.

Nesse meio tempo, minha mãe, minha tia e minha madrinha se deslocavam todos os dias até o hospital para visitar e falar com os médicos sobre o estado de saúde dela. Minha mãe chegava muito mal. Na UTI só podia entrar duas pessoas da família por turno (são dois turnos, um de tarde e outro a noite). Então só consegui ver ela um dia. E isso me deixou muito mal, porque, poxa vida, ela é minha avó… Umas duas semanas antes da minha avó falecer, minha mãe já pressentia que minha avó não iria sair do hospital, e se conseguisse sair, ela iria sofrer muito. Minha irmã, meu pai e eu também sentiamos isso, então estavamos conformados de que a qualquer hora o telefone podia tocar e trazer essa má notícia.

Esse dia chegou. Na noite que o telefone tocou, eu não conseguia dormir. Eu tava morrendo de sono, mas tinha alguma coisa que não me deixava descansar quando deitava na cama. Quando veio a confirmação, a pior parte foi contar para minha irmã. Eu não consegui falar, só chorei. E ela percebeu e já sabia o que tinha acontecido.

Sou japonesa, então temos alguns “rituais” a seguir depois que uma pessoa da família morre. Fazemos sete semanas de missa (uma vez por semana) para que a família do falecido não se sinta só e entre em depressão. Essas missas servem para colocar nossas cabeças em outros assuntos, para que a pessoa veja lá de cima que está tudo bem e não precisa se preocupar com os assuntos daqui de baixo.

Quando me falaram eu não era para eu estar fazendo faculdade era porque tinha que ajudar minha mãe com os deveres de casa. Ela saia na hora do almoço e [b]eu [/b] tinha que preparar o almoço para minha irmã. Minha mãe chegava quase de noite, então tinha que estar com a janta preparada para que ela não se preocupasse sobre o que fazer para o meu pai comer.

Depois que minha avó faleceu e passou todas as missas, minha mãe ficou doente. Gripe, febre, resfriado, virose, dores de cabeça e nas costas. Então fiquei mais um ano sem poder estudar para cuidar da casa e dela.

Ano que vem tem que ser o ano em que eu vou poder estudar. Eu não ligo de ajudar em casa, mas eu quero ter uma carreira, ganhar meu próprio dinheiro para comprar um carro, pagar as dívidas e tals. Não quero viver as custas do meu pai, que já está na hora de parar de trabalhar. Quero poder cuidar da minha própria vida.

Me desejem sorte nesse domingo…

Advertisements

~ by vivimidori on 17/10/2008.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: